LOGIN ASSINANTES REGISTAR   Visite a nossa página no facebook. Visite a nossa página no Instagram.
EDUCAÇÃO
ARTE & CULTURA
SAÚDE / BEM-ESTAR & BELEZA
MODA
PÁGINA SOLIDÁRIA
DESPORTO
VIAGENS
ECONOMIA & NEGÓCIOS
ECOLOGIA & SUSTENTABILIDADE
PERSONALIDADES
SOBRE A REVISTA
EDIÇÃO ONLINE
ASSINATURAS
PARCEIROS
CONTACTOS
Educação Arte & Cultura Saúde / Bem-Estar & Beleza Moda Página Solidária Desporto Viagens Economia & Negócios Ecologia & Sustentabilidade Personalidades
LOGIN ASSINANTES REGISTAR   Visite a nossa página no facebook. Visite a nossa página no Instagram.
EDUCAÇÃO
ARTE & CULTURA
SAÚDE / BEM-ESTAR & BELEZA
MODA
PÁGINA SOLIDÁRIA
DESPORTO
VIAGENS
ECONOMIA & NEGÓCIOS
ECOLOGIA & SUSTENTABILIDADE
PERSONALIDADES
SOBRE A REVISTA
EDIÇÃO ONLINE
ASSINATURAS
PARCEIROS
CONTACTOS
Educação Arte & Cultura Saúde / Bem-Estar & Beleza Moda Página Solidária Desporto Viagens Economia & Negócios Ecologia & Sustentabilidade Personalidades
25 de maio de 2018 LOGIN ASSINANTES REGISTAR   Visite a nossa página no facebook. Visite a nossa página no Instagram.
25 de maio de 2018  
Revista Mulher Africana
Noite africana no Art Lisbon


Publicado a 29 de maio de 2017 por Mulher Africana


A cantora angolana Telma Lee esteve no Clube Art Lisbon, no centro de Lisboa, para mais uma apresentação musical cheia de estilo.
Ainda que se considere uma artista “online”, por não possuir nenhum álbum gravado, a cantora, que já se tornou internacionalmente conhecida através das redes socais e é, atualmente, um dos ícones da música angolana, com uma enorme legião de fãs.

Quando questionada sobre assédio que sofre por parte dos fãs, afirma gostar, por ser uma expressão do seu carinho por ela. E diz ser feliz por saber que existem outras pessoas que mal a conhecem, mas que gostam dela. Telma afirma tratar seus fãs de maneira especial, pois todos eles são muito especiais.

A cantora tem planos para lançar seu primeiro álbum ainda este ano e pondera apresenta-lo em diferentes países, nomeadamente, Brasil, Portugal e Angola.

Enquanto mulher africana, Telma afirma estar feliz por poder levar sua arte a vários países onde o racismo e machismo não sao fortes o suficiente para se tornarem barreiras que a impeçam de transmitir o amor que sente pela música.
 
Jorge Ciprianno
Editor de Arte & Cultura


Ampliar Galeria de Imagens
Clique numa imagem para ampliar

Ampliar Ampliar
Publicado a 29-5-2017 por Mulher Africana
OUTROS ARTIGOS DE INTERESSE NA CATEGORIA ARTE E CULTURA
Retratos de alfacinhas na calçada da rua Augusta
Lura atua em Portuga
A Casa de Angola será palco de um emblemático evento da Revista Mulher Africana
Estamos em contagem decrescente para o grande dia.
I ENCONTRO “WELCOME WOMEN”
Conhecer. Conviver. Criar sinergia. Foram os objectivos principais do encontro que reuniu 25 mulheres de diferentes áreas sociais unidas pelo prazer de gerirem projectos em parcerias.
Revista Mulher Africana efetua protocolo de cooperação com a Casa de Angola em Portugal

Pub



ÚLTIMA EDIÇÃO
JÁ DISPONIVEL







Pub



MULHER AFRICANA

Sobre a Revista
Edição Online
Assinaturas
Parceiros
Contactos
ARTIGOS

 Educação
 Arte & Cultura
 Saúde
 Bem-Estar & Beleza
 Organizações Não Governamentais
 Desporto
 Viagens
 Economia & Negócios
 Ecologia & Sustentabilidade
 Personalidades
ASSINATURAS

Login Assinantes
Assinar Revista
ACERCA

 Política de Privacidade
 Termos & Condições
 Como Anunciar
 Mapa do site
CONTACTOS

PORTUGAL
Rua Eng. Ferreira Dias nr, 161 Sala 301
4100-247 Porto

ANGOLA
Rua do por do Sol
Luanda

Telefone
(+244) 926 566 020

Email
geral@revistamulherafricana.com
assinaturas@revistamulherafricana.com
comercial@revistamulherafricana.com



Siga-nos nas Redes Sociais

Visite a nossa página no facebook.    Visite a nossa página no Instagram.

© 2018 Revista Mulher Africana - Todos os direitos reservados.
  Designed & Powered by

Mozzaic - Cloud Services - Serviços internet, que crescem com o seu negócio.