LOGIN ASSINANTES REGISTAR   Visite a nossa página no facebook. Visite a nossa página no Instagram.
EDUCAÇÃO
ARTE & CULTURA
SAÚDE / BEM-ESTAR & BELEZA
MODA
PÁGINA SOLIDÁRIA
DESPORTO
VIAGENS
ECONOMIA & NEGÓCIOS
ECOLOGIA & SUSTENTABILIDADE
PERSONALIDADES
EVENTOS
SOBRE A REVISTA
EDIÇÃO ONLINE
ASSINATURAS
PARCEIROS
CONTACTOS
Educação Arte & Cultura Saúde / Bem-Estar & Beleza Moda Página Solidária Desporto Viagens Economia & Negócios Ecologia & Sustentabilidade Personalidades
LOGIN ASSINANTES REGISTAR   Visite a nossa página no facebook. Visite a nossa página no Instagram.
EDUCAÇÃO
ARTE & CULTURA
SAÚDE / BEM-ESTAR & BELEZA
MODA
PÁGINA SOLIDÁRIA
DESPORTO
VIAGENS
ECONOMIA & NEGÓCIOS
ECOLOGIA & SUSTENTABILIDADE
PERSONALIDADES
EVENTOS
SOBRE A REVISTA
EDIÇÃO ONLINE
ASSINATURAS
PARCEIROS
CONTACTOS
Educação Arte & Cultura Saúde / Bem-Estar & Beleza Moda Página Solidária Desporto Viagens Economia & Negócios Ecologia & Sustentabilidade Personalidades
24 de abril de 2019 LOGIN ASSINANTES REGISTAR   Visite a nossa página no facebook. Visite a nossa página no Instagram.
24 de abril de 2019  
Revista Mulher Africana
Atletismo africano triunfa no Campeonato Mundial de Atletismo
Pela primeira vez na história do atletismo mundial, um país africano ultrapassou os Estados Unidos da América e ganhou um maior número de medalhas. Falamos do Quénia o grande vencedor da 15ª edição dos mundiais da modalidade, realizados em Pequim.

Publicado a 1 de setembro de 2015 por Mulher Africana


De 22 a 30 de agosto, o mundo do atletismo reuniu-se em Pequim, na China, para a 15ª edição do Campeonato Mundial de Atletismo e a prestação dos países africanos foi histórica. O Quénia classificou-se em primeiro lugar com sete medalhas de ouro, seis de prata e três de bronze, quebrando a hegemonia dos Estados Unidos da América, que desta feita não conseguiu melhor do que o terceiro lugar na classificação geral, ficando também atrás da Jamaica.

As provas onde os atletas africanos mais se destacaram foram as de meio fundo e de fundo com as vitórias do queniano Asbel Kiprop nos 1.500 metros masculinos; da etíope Almaz Ayana nos 5000 metros femininos, ladeada no pódio pelas suas conterrâneas Senbere Teferi e Genzebe Dibaba; da também etíope Mare Dibaba na maratona feminina e da queniana Hyvin Kiyeng Jepkemoi nos três mil metro obstáculos.

Já o sul-africano Wayde Van Niekerk foi o primeiro campeão mundial dos 400 metros proveniente da África. Do Quénia veio também Juius Yego que ganhou o ouro no lançamento do dardo com a terceira melhor marca de sempre.

A única medalha ganha por Portugal também tem sangue africano, pois o atleta Nelson Évora, que conseguiu o bronze na prova de triplo salto, nasceu em Costa do Marfim e é filho de pai cabo-verdiano e mãe costa-marfinense.




Ampliar
Publicado a 1-9-2015 por Mulher Africana
OUTROS ARTIGOS DE INTERESSE NA CATEGORIA DESPORTO

Pub







ÚLTIMA EDIÇÃO
JÁ DISPONIVEL







Pub



MULHER AFRICANA

Sobre a Revista
Edição Online
Assinaturas
Parceiros
Contactos
ARTIGOS

 Educação
 Arte & Cultura
 Saúde
 Bem-Estar & Beleza
 Organizações Não Governamentais
 Desporto
 Viagens
 Economia & Negócios
 Ecologia & Sustentabilidade
 Personalidades
ASSINATURAS

Login Assinantes
Assinar Revista
ACERCA

 Política de Privacidade
 Termos & Condições
 Como Anunciar
 Mapa do site
CONTACTOS

PORTUGAL
Rua Eng. Ferreira Dias nr, 161 Sala 301
4100-247 Porto

ANGOLA
Editora / Sede
Avenida dos combatentes
Rua Manuel Van-dunen
Edificio 309 - Entrepiso
Luanda

Telefone
(+244) 222 721 245

Email
geral@revistamulherafricana.com
assinaturas@revistamulherafricana.com
comercial@revistamulherafricana.com

Directora Geral
Isabel Manique

isabel.manique@revistamulherafricana.com

Directora Marketing e Comunicação
Karina Martins

karina.martins@revistamulherafricana.com



Siga-nos nas Redes Sociais

Visite a nossa página no facebook.    Visite a nossa página no Instagram.

© 2019 Revista Mulher Africana - Todos os direitos reservados.
  Designed & Powered by

Mozzaic - Cloud Services - Serviços internet, que crescem com o seu negócio.