LOGIN ASSINANTES REGISTAR   Visite a nossa página no facebook. Visite a nossa página no Instagram.
EDUCAÇÃO
ARTE & CULTURA
SAÚDE / BEM-ESTAR & BELEZA
MODA
PÁGINA SOLIDÁRIA
DESPORTO
VIAGENS
ECONOMIA & NEGÓCIOS
ECOLOGIA & SUSTENTABILIDADE
PERSONALIDADES
EVENTOS
SOBRE A REVISTA
EDIÇÃO ONLINE
ASSINATURAS
PARCEIROS
CONTACTOS
Educação Arte & Cultura Saúde / Bem-Estar & Beleza Moda Página Solidária Desporto Viagens Economia & Negócios Ecologia & Sustentabilidade Personalidades
LOGIN ASSINANTES REGISTAR   Visite a nossa página no facebook. Visite a nossa página no Instagram.
EDUCAÇÃO
ARTE & CULTURA
SAÚDE / BEM-ESTAR & BELEZA
MODA
PÁGINA SOLIDÁRIA
DESPORTO
VIAGENS
ECONOMIA & NEGÓCIOS
ECOLOGIA & SUSTENTABILIDADE
PERSONALIDADES
EVENTOS
SOBRE A REVISTA
EDIÇÃO ONLINE
ASSINATURAS
PARCEIROS
CONTACTOS
Educação Arte & Cultura Saúde / Bem-Estar & Beleza Moda Página Solidária Desporto Viagens Economia & Negócios Ecologia & Sustentabilidade Personalidades
21 de janeiro de 2019 LOGIN ASSINANTES REGISTAR   Visite a nossa página no facebook. Visite a nossa página no Instagram.
21 de janeiro de 2019  
Revista Mulher Africana
Gana produz cogumelos a partir de resíduos de mandioca


Publicado a 24 de junho de 2015 por Mulher Africana


Uma empresa do ramo alimentar no Gana, na África Ocidental, transforma, aproximadamente, 400 toneladas de mandioca em subprodutos, por mês. Até ao momento, as cerca de 120 toneladas de resíduos produzidos não eram aproveitadas, mas agora a fábrica está a testar uma nova forma de criar valor, a partir destes desperdícios.

Os resíduos de mandioca são moídos e misturados com serrim. O produto resultante é seco e empacotado com talos de cogumelos. Cinco dias mais tarde, os cogumelos começam a germinar.

Segundo Constance Frimpong, técnica alimentar na St. Baasa Ghana Ltd: “Aumentámos os nossos lucros mensais em cerca de 15%, com esta produção de cogumelos. Pretendemos aumentar a nossa produção ainda mais, porque temos muitas cascas de mandioca. Vamos construir mais casas de cultivo de cogumelos. Estamos a apostar no aumento da produção, das atuais 5 toneladas de cogumelos, para as 20 toneladas por mês.”

Este processo inovador foi, parcialmente, supervisionado por cientistas do instituto de investigação alimentar, de Accra – a capital do Gana. Os cientistas estudam as melhores condições para o crescimento dos cogumelos, em sacos de resíduos de mandioca.

Juanita Prempeh, bióloga no Instituto de Investigação Alimentar do Gana acrescenta: “A mandioca decompõe-se rapidamente, desta forma o tempo de produção dos cogumelos é curto. A mandioca também possui os nutrientes essenciais ao crescimento dos cogumelos. A temperatura ideal, para uma boa produção de cogumelos, está entre os 25 e os 27 graus Celsius. Com um valor de água entre os 60 e os 70%. E uma humidade relativa de cerca de 60%. Estas condições são ideais para os cogumelos.”

Este projeto europeu de investigação foi coordenado a partir dos laboratórios em Kent, onde foi possível compreender melhor novos padrões de compostagem naturais.

“Com a mandioca conseguimos ter uma etapa de fermentação. O calor natural produzido por esta fermentação natural esteriliza o produto. Conseguimos desenvolver um forma de aproveitamento dos resíduos mais amiga do ambiente”, explica Keith Tomlins, cientista alimentar da Universidade de Greenwich.

Os agricultores locais, como Stephen Adutwum, dizem-se prontos para o desafio: “É uma possibilidade interessante para nós agricultores. Desta forma, conseguimos um rendimento extra entre colheitas. Estamos prontos para seguir as instruções dos cientistas sobre a utilização destes desperdícios de mandioca”.

Os agricultores e os cientistas estimam que o Gana possa produzir cerca de 650 toneladas de cogumelos comestíveis por ano, a partir dos resíduos da mandioca.


Fonte: Euronews



Ampliar
Publicado a 24-6-2015 por Mulher Africana
OUTROS ARTIGOS DE INTERESSE NA CATEGORIA ECOLOGIA E SUSTENTABILIDADE

Pub



ÚLTIMA EDIÇÃO
JÁ DISPONIVEL







Pub



MULHER AFRICANA

Sobre a Revista
Edição Online
Assinaturas
Parceiros
Contactos
ARTIGOS

 Educação
 Arte & Cultura
 Saúde
 Bem-Estar & Beleza
 Organizações Não Governamentais
 Desporto
 Viagens
 Economia & Negócios
 Ecologia & Sustentabilidade
 Personalidades
ASSINATURAS

Login Assinantes
Assinar Revista
ACERCA

 Política de Privacidade
 Termos & Condições
 Como Anunciar
 Mapa do site
CONTACTOS

PORTUGAL
Rua Eng. Ferreira Dias nr, 161 Sala 301
4100-247 Porto

ANGOLA
Editora / Sede
Avenida dos combatentes
Rua Manuel Van-dunen
Edificio 309 - Entrepiso
Luanda

Telefone
(+244) 222 721 245

Email
geral@revistamulherafricana.com
assinaturas@revistamulherafricana.com
comercial@revistamulherafricana.com

Directora Geral
Isabel Manique

isabel.manique@revistamulherafricana.com

Directora Marketing e Comunicação
Karina Martins

karina.martins@revistamulherafricana.com



Siga-nos nas Redes Sociais

Visite a nossa página no facebook.    Visite a nossa página no Instagram.

© 2019 Revista Mulher Africana - Todos os direitos reservados.
  Designed & Powered by

Mozzaic - Cloud Services - Serviços internet, que crescem com o seu negócio.